Esporte Escolar
O seu portal de notícias do Esporte Escolar

Brasil bate recorde de medalhas e faz bonito no Mundial de Triathlon

11/06/2017
Brasil bate recorde de medalhas e faz bonito no Mundial de Triathlon

ARACAJU – O Brasil conseguiu resultados excelentes, no segundo dia de provas do III Campeonato Mundial Escolar de Triatlhon, na Orla de Atalaia, em Aracaju-SE. Nesse segundo e último dia de competição, os brasileiros conquistaram sete medalhas, sendo uma de ouro, três de prata e três de bronze, batendo o recorde na categoria.

A medalha de ouro foi na Categoria Seleção- B, de 17 a 18 anos. As medalhas de prata foram para a Categoria Escolar- A, 15 a 16 anos, Categoria Mista Seleção- B, de 17 a 18 anos e na Categoria Seleção –A, de 15 a 16 anos. E finalmente as medalhas de bronze foram conquistadas na Categoria Mista Seleção- B, de 17 a 18 anos, na Categoria Seleção- A, de 15 a 16 anos, e na Categoria Seleção-B, de 17 a 18 anos.

Na manhã deste sábado, 10, foram realizadas as provas de revezamento, denominada Team Relay, que funcionam da seguinte maneira: são compostas por quatro atletas, dois da categoria masculina e dois da feminina, representando uma escola ou seleção. Eles fazem ¼ do percurso do Triathlon tradicional, e, no caso dessa competição, foram 300m de natação, 6km de bicicleta e 2km de corrida, sendo que cada atleta da equipe faz as três modalidades (nada, pedala e corre).

Assim como no dia anterior, grande público prestigiou os atletas que nadaram, pedalaram e correram, sendo organizados de forma que não atrapalhassem os competidores. O Secretário Estadual do Esporte e Lazer, Antônio Hora, mais uma vez compareceu ao evento, exaltando a realização da competição e acreditando no sucesso brasileiro no segundo dia de provas.

- O percurso é maravilhoso, o cenário muito bonito, no lago sem ondulações e a Orla com uma visão paradisíaca, dando tranquilidade aos atletas. Então, tecnicamente, está tudo perfeito. Fora o fato que estamos quebrando recordes. Só no primeiro dia foram seis medalhas nas competições individuais: quatro de ouro, uma de prata e uma de bronze. Neste sábado, temos grandes chances de ganhar, deixando claro o belo trabalho realizado pelos presidentes das federações estaduais de desporto escolar, fazendo com que o Brasil chegue em um mundial disputando de igual para igual com as potências mundiais desse esporte.

A PROVA – Para benefício dos brasileiros, o sol apareceu de vez. Com temperaturas beirando os 30º, o cansaço e exaustão foram maiores, embora o circuito tenha sido mais curto e de revezamento, tudo devido ao forte calor, que fez do início ao fim da prova.

A Seleção canarinho superou todas as dificuldades, e com muita garra e esforço, trouxe mais sete medalhas para o Brasil. Ouro no individual, Giovanna Lacerda conquistou mais uma medalha, de prata, e não consegue esconder a emoção.

- Uma experiência que não consigo explicar, mas está sendo muito importante para mim, sendo tudo muito especial. Conheci pessoas, fiz uma grande prova e trouxe mais uma medalha para o Brasil.

Com o fim das competições, só resta aos atletas comemorar e aproveitar a idade. Na tarde deste sábado, 10, aconteceu uma ação ecológica soltura das tartarugas marinhas, no Projeto Tamar, na Orla de Atalaia, em Aracaju com presença de todas as delegações. O domingo, 11, será o dia cultural, com passeio de catamarã, na Croa do Goré, finalizando com a Noite das Nações, onde a integração entre os países será promovida.

ASCOM - Confederação Brasileira do Desporto Escolar
Reportagem: Givaldo Batista, Pedro Paulo de Jesus e Carol Vieira
Estagiário: Denner Parozzo
Fotos: Arthur Leite

Veja também
 
 
Campione - Il mondo dello sport