Esporte Escolar
O seu portal de notícias do Esporte Escolar

Rugby - como nasce uma paixão

12/09/2017
Rugby - como nasce uma paixão

Saudações Esportivas,

Com muita alegria recebi o convite para escrever e falar sobre uma modalidade coletiva que tem crescido muito no Brasil: o Rugby. Este esporte de origem inglesa é muito lembrado pela sua bola oval, mas existem muitos aspectos deste esporte, que ainda são pouco conhecido.

Existem muitos mitos, como a ideia que o jogo foi inspirado em batalhas medievais, histórias sobre a disseminação do esporte, como o caso das ilhas do Pacífico que se deu porque os ingleses jogavam o rugby em suas colônias para demonstrar sua superioridade sobre os colonizados, ou mesmo curiosidades, como o da equipe de FIJI,medalha de ouro nas Olimpíadas do Rio 2016, que o treino dos atletas para serem campeões foi carregando pedras e puxando carroças, como no filme Rocky.

Nesta coluna vamos ao longo do tempo, nos familiarizar com as regras, conhecer a história e desvendar os mitos e verdades deste esporte que é tão popular em muitos países do mundo.

Como fazemos em qualquer esporte, quero neste primeiro texto, me apresentar e contar um pouco sobre como cheguei até aqui, com a fundação da HURRA! e como membro dos conselhos da Federação Paulista de Rugby e Confederação Brasileira de Rugby.

Dois mil e sete foi um ano de mudanças na minha vida, em vários aspectos pessoais, e isso permitiu-me repensar o que queria para mim no futuro. Voltei a me aproximar do esporte que pratiquei durante a adolescência e juventude, o Rugby, e acabei conhecendo o trabalho de social que unia o Rugby e Jovens em Situação de Risco Social, na favela de Paraisópolis em São Paulo. Aquilo me atraiu duplamente: por atuar com crianças e jovens, em uma das regiões mais problemáticas em termos de delinquência juvenil, e por utilizar um esporte que é altamente estruturante pelos valores que professa.

O interesse que o trabalho dessa ONG despertou, principalmente ao reconhecimento da capacidade de modificação de uma situação social extremamente desfavorável, resgatando a auto-estima desses jovens ao mesmo tempo em que se cria um ambiente mais propício para reduzir a violência - o sentimento de pertencer a algo (um time), e o sentimento de comunidade (uma equipe), deu novo rumo à minha trajetória pessoal.

Minha atuação profissional com o esporte começou assim, com um pequeno papel que utilizava minhas competências desenvolvidas na área comercial. Pude perceber como a articulação de atores sociais distintos (governo, comunidade e uma organização da sociedade civil), utilizando o esporte como ferramenta, tem potencial para impactar de maneira significativa na formação de indivíduos.

A busca por maiores informações para atuar na área levou-me ao MBA em Gestão e Empreendedorismo Social, na FIA-USP, que fiz com um claro interesse em discutir formas de educar valores de cidadania – um tema que, tenho certeza, pode propiciar uma contribuição efetiva à mudança do país, em uma geração.

Convicto de que programas com Jovens tem alto potencial de transformação social, e que o esporte poderia realmente ser utilizado como uma ferramenta de educação (em vez de simplesmente ser atividade complementar), depois da experiência em Paraisópolis, juntei-me a amigos e ex-companheiros de time para fundar nossa ONG, a HURRA! , em maio de 2008. A proposta desta Associação sem fins lucrativos é trabalhar com crianças de Escolas Públicas com idade de 05 até 18 anos, utilizando modalidades esportivas como ferramenta para a educação e para a criação de valores importantes ao exercício de cidadania (civic skills).

Trabalhar com estes objetivos requer atuar também no desenvolvimento do esporte como um todo, preservando aquilo que o rugby tem de mais valiosos que são sua cultura e seus valores, e para isso, parte do meu tempo é dedicado em criar condições para que, junto com toda comunidade do rugby, possamos fazer o rugby ser tão grande quanto o futebol. É graças a este trabalho que hoje me dedico exclusivamente ao rugby, e é isso que nos próximos encontros com os leitores, terei grande prazer e alegria em dividir.

HURRA!

Veja também
 
 

Jeesp

Jeesp: Finais Etapa IV Jeesp Infantil   Praia Grande
Campione - Il mondo dello sport