Esporte Escolar
O seu portal de notícias do Esporte Escolar

Riscos de lesões e comprometimento de desempenho pode ser associado a uma dieta incorreta

25/09/2017
Riscos de lesões e comprometimento de desempenho pode ser associado a uma dieta incorreta

A transição da adolescência para a fase adulta deve ser tratada com muita seriedade, é muito característico dessa fase a escolha por lanches e fast foods (comida rápidas) e isso aliado à prática do exercício físico pode aumentar o risco de lesões e comprometimento de desempenho.

O impacto nutricional desses hábitos compromete diretamente o valor nutricional das refeições, que tem influencia direta no crescimento, performance e rendimento esportivo.

As necessidades energéticas de macronutrientes (carboidratos, proteínas e lipídeos) e de micronutrientes (vitaminas e minerais) devem ser sempre proporcionais ao tipo, frequência e intensidade do exercício, por isso a importância de sempre pensar nas escolhas alimentares afim de não permitir uma ingesta energética abaixo da necessidade, e vale ressaltar que a qualidade e quantidade dos alimentos devem estar de acordo com a individualidade do esportista.

A dieta de quem pratica atividade física voltada para competições deve ser composta de todos os grupos alimentares, e a base são os carboidratos (pães, massas, cereais, tubérculos - batata, mandioca, mandioquinha e frutas) precisam estar presentes em todas as refeições, a escolha entre o integral e o refinado deve levar em consideração a preferencia alimentar desse adolescente atleta, uma boa dica é mesclar os dois tipos. Incluir pães, aveia, frutas no desjejum é importante para iniciar o dia com energia, já que o corpo utiliza este nutriente como fonte de energia. A deficiência do consumo de carboidratos aumenta o risco de lesões, e diminui performance e desempenho.

As proteínas são o segundo grupo mais importante da nossa pirâmide alimentar, devemos ingerir em quantidades adequadas e nos atentar sempre para a qualidade das mesmas, é puro engano acreditar que os alimentos desnatados são melhores e mais indicados, principalmente em fase de crescimento o ideal é optar por iogurtes integrais, queijos amarelos e brancos e leite integral a não ser que haja alguma restrição no consumo desses. As carnes brancas e vermelhas também fazem parte desse grupo, e as gorduras provindas desses alimentos devem ser consumidos com moderação.

As proteínas são fundamentais para a formação e construção muscular, a principal contribuição é fornecer aminoácidos para a dieta desse atleta.

O terceiro grupo da nossa dieta diária é os lipídeos (gorduras), presentes nos azeites, óleos e oleaginosas - castanhas, nozes, amêndoas, avelãs, margarinas e manteigas além da banha utilizada para cocção. Podemos incluir facilmente esse macronutriente, a primeira dica é não excluir os óleos das refeições, e aposto que se pergunta qual óleo é melhor utilizar? A minha resposta é simples: aquele que mais lhe agradar no sabor, é obvio que existem diferenças entres os óleos porém essas diferenças recaem sobre o preço também por esse motivo que sempre insisto que devemos pensar em todos os aspectos na hora de escolher entre o de canola, milho, soja, entre outros.

Os azeites são ideais para os alimentos pós cocção como as verduras e legumes cozidos ou nas saladas cruas, ou até mesmo 01 fio de azeite no prato montado.

Já as oleaginosas podem ser incluídas nos lanches intermediários agregando valor nutricional de qualidade nesses momentos.

Um prato colorido ainda é a mais preciosa dica, monte ele com carinho, pense em suas emoções, não se deixe levar por escolhas vazias, o exercício requer uma atenção especial e se você deseja uma melhora de rendimento e performance essa deve começar pela sua alimentação.


Adriana Fanaro Oliveira
Nutricionista - CRN 3 17166
Health Fit Assessoria Para o Bem Estar
contato@healthfit.com.br

Veja também
 
 

Jeesp

Jeesp: Finais Etapa IV Jeesp Infantil   Praia Grande
Campione - Il mondo dello sport